5 opções de onde deixar seu pet durante uma viagem

5 opções de onde deixar seu pet durante uma viagem
18/nov/2016
0 comentários

 

Final de ano chegando e você se depara com um velho problema: vai viajar e não sabe onde nem como deixar seu pet. Sabemos que nossos animais de estimação merecem muito cuidado e atenção, portanto devemos pensar bem onde vamos deixá-lo com segurança e conforto. Veja abaixo 5 opções de onde deixar seu pet durante uma viagem.

1 – Pet Sitter – Atualmente existem muitas empresas e profissionais liberais que oferecem esse serviço. Basicamente, eles podem ir até a sua casa e cuidar do seu pet lá para você, ou então podem hospedá-lo(a) nas suas casas mesmo. Essa opção é muito interessante pois temos disponíveis Pet Sitters realmente profissionais, com referências e métodos bem definidos de trabalho, garantindo segurança e conformo para o seu pet. Antes de escolher uma, pesquise muito bem e marque uma reunião presencial antes para conhecer melhor a pessoa e o local. Vale a pena usar aplicativos e sites que contam com esses serviços, pois eles mostram muitos detalhes e avaliações dos profissionais.

2 – Hospedagem específica para animais – Outra opção bem interessante são os hoteis para animais de estimação. Felizmente já existem muitos nas grandes cidades, com opções que vão desde hospedagem completa com lazer, piscina, recreações, grandes espaços, gramados, até hospedagens simples com canis básicos. Nesses casos, vale também conhecer bem o local antes de escolher, pois temos casos de “hoteis” que não passam de uma simples gaiola onde o pet vai ficar 100% do tempo, o que não é nada confortável para o animalzinho. Lembrando que é necessário estar com vacinação, vermifugação e anti-pulgas em dia para segurança e higiene de todos pets hospedados.

3 – Levar na viagem / Hotéis que aceitam animais – Muitas vezes é interessante levar seu pet com você na viagem. Grande parte dos hoteis e pousadas aceitam animais, e muitos tem até espeços próprios para isso. Basta tomar alguns cuidados para que a viagem fique tranquila: para transportar o animal utilize caixinha de transporte presa ao cinto de segurança do carro. Se for de ônibus ou avião cheque com a empresa quais são as regras. Durante o passeio, evite deixar seu cão sozinho por longos períodos, e tome cuidado com a temperatura em locais muito quentes, como por exemplo praias no verão. Lembre-se que os animais são muito sensíveis a altas temperaturas.

4 – Na casa de um parente ou amigo – Caso você tenha um conhecido que gosta de animais e tem disponibilidade de te ajudar, essa opção é válida. Lembre-se sempre de explicar todas as particularidades e cuidados que seu pet demanda a ele/ela, e deixe ração suficiente, remédios básicos e contatos de veterinários próximos com o amigo que está hospedando seu pet.

5 – Na SUA casa com um parente ou amigo cuidando – Essa seria a última saída caso as outras não possam ser usadas.  Se o período da viagem for curto (até 3 ou 4 dias), pode-se deixar seu animal na sua casa mesmo com alguém indo lá no mínimo 1 vez por dia (o ideal é que vá 2 vezes). Durante a visita, a pessoa deve limpar toda sujeira (excesso de fezes e urina incomodam o animal e podem até trazer problemas de saúde), trocar a água, colocar ração em local seco e coberto, e brincar/passear com o pet. Essa opção também requer cuidados: deixe objetos que possam ser destruídos/engolidos pelo seu pet longe do acesso dele. Produtos de limpeza,  remédios e plantas também devem ficar fora do alcance. Lembre-se que o animal terá muito tempo sozinho para “aprontar” e isso implica em alguns riscos. Tenha certeza que sua casa é segura sem você por perto e que seu pet seja saudável e possa ficar sem supervisão por muitas horas.

 

Fonte: FVO Alimentos Pet