Chi Chi, a cadela que perdeu as quatro patas

Chi Chi, a cadela que perdeu as quatro patas
1/mar/2016
0 comentários

Nascida na Coréia do Sul, Chi Chi foi só mais um cão que nasceu para o consumo de carne, mercado comum no país. O preparo da cadela para o consumo se baseava em amarrá-la pelas patas, de cabeça para baixo (para amaciar a carne), e alimentá-la com grande quantidade de comida, induzindo o rápido ganho de peso.

Por ficar pendurada tanto tempo, a corda lesionou suas patas de tal forma, que já não havia mais pele ou ligamentos. Em função desses ferimentos graves, a cadelinha foi considerada sem valor para consumo, sendo descartada no lixo!

Foi então que membros do Nabiya Irion Hope Project, grupo de bem-estar animal da Coréia do Sul, resgataram Chi Chi, e a levaram para o hospital veterinário, onde recebeu os devidos cuidados.

Foto: ARME
Foto: ARME

Em função do estado crítico dos ferimentos, foi necessário amputar a parte lesionada das quatro patas, para evitar que a infecção se alastrasse por todos seu corpo. O procedimento foi realizado com sucesso, e Chi Chi se recuperou tão bem, que logo retomou a vivacidade e a vontade de brincar.

Foto: ARME
Foto: ARME

A cadelinha sobrevivente se encontra aos cuidados do grupo Nabiya Irion Hope Project, e, após a implantação de próteses nas quatro patinhas, será recebida nos Estados Unidos pela ARME (Animal Rescue Media & Education), organização de resgate e cuidados de animais, que já encontrou uma família para a Chi Chi.

A previsão para sua chegada aos EUA, e de cair nos braços de sua nova família, é por volta da segunda semana de março. Que ela receba muito amor e carinho nessa nova etapa.

Para conhecer mais sobre a ONG americana, acesse ARME.

 

Fonte: Portal do Dog