A adoção de um cão: amor, responsabilidade e comprometimento para toda vida do pet

A adoção de um cão:  amor, responsabilidade e comprometimento para toda vida do pet
12/maio/2016
0 comentários

adoção de uma cão

A adoção de um cão deve ser tratada com muito cuidado e responsabilidade. É um ato de amor cuidar de um cão que estava abandonado. Porém, é necessário entender que a adoção não termina apenas no ato de trazer o cão pra dentro de casa.

É extremamente importante o futuro dono (principalmente os que nunca tiveram um cão) estar ciente de que sua vida mudará, pois estará assumindo diversas responsabilidades com o cão como: saúde (alimentação de boa qualidade, veterinário anualmente), educação, diversão (passeios, brinquedos, brincadeiras), alimentação e outras. Outra questão é que os gastos mensais e esporádicos deverão caber no orçamento familiar. Vale lembrar também que abandonar um animal é crime Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais)  *(fonte http://www.pea.org.br/denunciar.htm).

 

Antes de adotar um cão, responda para si mesmo as seguintes perguntas:

  • Terei paciência para educar o cão?
  • Se o cão destruir minhas coisas, vou agredir o cão?
  • Levarei ele para passear diariamente?
  • Se eu tiver de mudar de residência (casa ou apto), de Estado ou País, levarei meu cão junto?
  • Levarei ele ao veterinário todo ano e quando precisar em caso de emergência?
  • Os gastos com ração de boa qualidade, medicamentos, brinquedos e veterinário cabem no meu orçamento?
  • Se eu viajar, o que farei com meu cão?
  • Darei atenção e brinquedos que o cão necessita?
  • Deixarei ele preso numa corrente ou num espaço reduzido?
  • Ele terá abrigo das condições climáticas como Sol, Chuva, Vento, Frio, Calor?

Essas são apenas algumas situações que você deve estar ciente em relação a ter um cão.

Abaixo segue algumas vantagens em se adotar um cão adulto ou velhinho, pois a maioria das pessoas viram as costas para eles e pensam apenas nos filhotes.

 

Algumas vantagens em adotar/resgatar um cão adulto:

  • Já conhecemos o porte do cão, então você não terá surpresas quanto ao tamanho;
  • O temperamento dele também é algo conhecido, portanto saberá se é um cão agitado, brincalhão, calmo, sociável dentre outros;
  • Estão acostumados a ficarem sozinhos, então dificilmente você terá problemas em relação a latidos quando ele estiver só;
  • Ensinar o local do banheiro costuma ser mais rápido;
  • Dificilmente irá destruir suas coisas pessoais ou móveis;
  • Aprende com mais facilidade;

Muitas pessoas acreditam que os cães mais velhos (ou os velhinhos) não brincam ou não interagem com a gente. Estão enganados, eles brincam e gostam de estar conosco, a diferença é que o ritmo dele é mais devagar, porém adoram estar na companhia das pessoas.

Há diversos cães adultos, deficientes e velhinhos esperando um lar, dê oportunidade e seja feliz com seu novo amigo.

 

Até a próxima,

Fernando Oliveira

www.consultorcanino.com.br