A amizade entre o homem e seu cão – a importância da doação de órgãos

A amizade entre o homem e seu cão – a importância da doação de órgãos
6/mar/2017
0 comentários

 

Uma das coisas que mais comove as pessoas é a grande fidelidade e amizade entre o homem e seu cão. Explorando esse lindo laço afetivo, a Fundación Argentina de Transplante Hepático (FATH) criou uma comovente campanha para incentivar a doação de órgãos.

Com a ajuda da agência argentina DDB, foi criado o vídeo entitulado “The Man & The Dog” (o homem e o cão). Esse comercial divulga de maneira bonita e delicada a importância de se tornar um doador de órgãos ao mostrar a amizade entre o homem e seu cão. Essa amizade é interrompida por um problema de saúde fatal no homem. A surpresa vem no final do vídeo, onde o cão sente a presença de seu tutor em uma nova amizade. Confira abaixo:

 

Doe órgaos

O objetivo da história é mostrar a continuidade de vida que a doação de órgãos traz. Outras campanhas sobre o tema já foram lançadas no Brasil e no resto do mundo. Para se tornar um doador de órgãos basta informar a sua família pois somente os parentes podem autorizar a doação. Um doador, após a constatação da morte encefálica, é capaz de salvar mais de vinte pessoas, podendo doar córneas, coração, fígado, pulmão, rim, pâncreas, ossos, vasos sanguíneos, pele, tendões e cartilagem.  Existe ainda a posibilidade de doar órgãos em vida, e só ocorre se o transplante não comprometer suas aptidões vitais. Rim, medula óssea e parte do fígado ou pulmão podem ser doados entre cônjuges ou parentes de até quarto grau com compatibilidade sanguínea.

 

Fontes: B9.com.br  e Adote