Animais em extinção – as espécies ameaçadas no Brasil

Animais em extinção – as espécies ameaçadas no Brasil
15/fev/2016
0 comentários

 

Dando continuidade à série de artigos sobre conscientização ambiental, hoje vamos falar sobre as espécies de animais que correm risco de extinção, a fim de conscientizar as pessoas da importância da preservação do meio ambiente como um todo.

O Brasil é considerado o país com maior biodiversidade do planeta. Além de sua flora exuberante, nosso território conta com uma fauna rica de mais de 140 mil espécies dentre mamíferos, aves, anfíbios, peixes, répteis, insetos e outros invertebrados, os quais são encontrados em florestas, manguezais, cerrados, campos, rios, lagoas, etc. Apesar dessa riqueza, não estamos protegidos da extinção de diversas espécies, pelo contrário. Com o avançar das cidades, o desmatamento, crescimento populacional, a poluição, o uso dos recursos naturais e a caça, muitos animais acabam tendo sua existência seriamente ameaçada. Isso ocorre no mundo todo, apesar das medidas protetivas que muitos governos e entidades praticam.

A lista mais atual de espécies ameaçadas de extinção foi elaborada em 2014 pelo Instituto Chico Mendes do Ministério do Meio Ambiente, e publicada no Diário Oficial da União. Você pode conferir a lista completa aqui.

Selecionamos 10 das espécies mais conhecidas que estão correndo risco de extinção, confira:

 

Arara Azul de Lear

(foto de Marcos Pereira)

A Arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari ), também chamada de Arara Azul Menor, é uma espécie do nordeste do estado da Bahia, ao sul do Raso da Catarina. Sua distribuição geográfica abrange os unicípios de Jeremoabo e Canudos.

 

 

 

 

Gato do Mato

Essa espécie felina de nome científico de Leopardus tigrinnus habita a região norte do Brasil. O principal risco ao animal é a fragmentação do seu habitat pela expansão das áreas agrícolas, além da caça.

 

 

 

 

 

Baleia Azul

(foto de The Robinson Library)

Um mamífero aquático conhecido, de nome científico Balaenoptera musculus, a Baleia Azul está criticamente em perigo de extinção. Ela tem aproximadamente 30 metros de comprimento e chega a 170 toneladas.

 

 

 

 

 

Peixe Boi Marinho

(foto de Reinhard Dirscherl)

Também conhecido como Manati, o Peixe Boi Marinho (Trichecus manatus) entrou em extinção principalmente por causa da caça. Atualmente, seus maiores inimigos são a poluição e as interferências do homem no seu habitat.

 

 

 

 

 

Cervo do Pantanal

(foto de Bruce Thomson)

O maior da família dos Cervos, essa espécie (Blastocerus dichotomus ) habita a região do pantanal e está ameaçada de extinção pela destruição do seu habitat. A construção de hidrelétricas e a caça são seus piores inimigos.

 

 

 

 

 

Tartaruga de Couro

(foto de Projeto Tamar)

A maior espécie de tartaruga atualmente, a Tartaruga de Couro (Dermochelys coriacea) está criticamente ameaçada. É um animal marinho e o único local de desova conhecido no Brasil é o litoral norte do Espírito Santo.

 

 

 

 

Toninha

(foto Projeto Toninhas/Divulgação)

A Toninha (Pontoporia blainvillei), também chamada de golfinho é um cetáceo brasileiro que habita a costa sul do país. A maior ameaça para a espécie é a pesca de arrasto onde os animais morrem presos às redes de malha. Está em crítico perigo de extinção.

 

 

 

 

 

Lobo Guará

(foto de Pavel Dodonov)

Essa espécie bem conhecida (Chrysocyon brachyurus), o Lobo Guará ocupa os biomas do Cerrado e do Pampa. A espécie enfrenta grandes problemas devido ao desmatamento de seu habitat natural.

 

 

 

 

 

Onça Pintada

Outro animal muito conhecido e símbolo da fauna brasileira, especialmente do Pantanal, a Onça Pintada (Panthera onca) é uma espécie vulnerável a extinção atualmente. Esse felino sofre pela caça esportiva e a perda do seu habitat.

 

 

 

 

 

Ararinha Azul

(foto DPA/AFP/Getty Images)

Diferente da Arara Azul de Lear, a Ararinha Azul (Cyanopsitta spixii) é uma ave menor e figura entra as espécies em situação mais grave. Ela é considerada praticamente extinta do território brasileiro, graças ao tráfico de animais e pela perda do seu habitat. Hoje existem criações em cativeiro na tentativa de preservar a espécie.

 

 

 

 

Fontes:

EBC – Animais em Extinção – como o brasileiro escreveu e pode mudar essa história.

ICMBIO – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – Ministério do Meio Ambiente