Autoridades cercam os últimos burros selvagens

Autoridades cercam os últimos burros selvagens
31/maio/2016
0 comentários

Protegidos por lei federal, os burros desfrutavam de vida livre e selvagem no deserto de Mojave, em uma área pública no Black Mountain Herd Management Area, próximo a Kigman, Arizona (EUA). Com um território de mais de um milhão de acres, esses burros selvagens fazem parte de um dos maiores e mais saudáveis rebanhos dos EUA.

Conhecidos como Black Mountain 24, esses burros estão sofrendo com a intervenção humana. Pessoas começaram a alimentá-los e adaptá-los à presença humana, acabando por atraí-los para as estradas e a movimentada cidade de Bullhead.

Há um ano atrás, o Bureau of Land Management (agência do governo responsável pela gestão de terras) capturou os burros e os retirou da área após serem considerados “incômodos”. Eles foram então conduzidos a currais de confinamento em Axtel, Utah (EUA) – cerca de seis horas de carro do local de origem. Nesse local, os burros seriam vendidos por menos de U$ 25 cada, podendo inclusive ir de encontro com compradores que iriam destiná-los ao abate (para Canadá e México, locais onde é legalizado).

E foi assim que Simone Netherlands, presidente do Salt River Wild Horse Management Group, defensora de cavalos e burros selvagens, entrou em ação e salvou suas vidas encontrando lares adotivos para todos os animais.

Fonte: The Dodo
Fonte: The Dodo

Agora os burros vivem livremente em três santuários: Montgomery Creek Ranch (com 2mil acres, no norte da Califórnia), Return to Freedom (com 2mil acres, na costa central da Califórnia), e o rancho da própria Simone (15 acres, em Prescott, Arizona).

Muitas das fêmeas estavam grávidas quando foram transferidas, e deram à luz nos santuários. Um desses filhotes é Havana, que nasceu no Montgomery Creek Ranch em fevereiro desse ano.

Embora grande parte dos animais tenha recebido a ajuda da Simone, em parceria com a equipe do Bureau of Land Management, outros animais que não foram transferidos podem não ter tanta sorte.

O Arizona State Game and Fish Department, um grupo com interesses em caça e agricultura, está pressionando o agência do governo para remover centenas de burros através de helicópteros. Porém esse método pode ser arriscado e brutal para o animais, tendo inclusive já machucado alguns deles.

Diferente dos cavalos selvagens, que ao se assustarem correm para perto do rebanho, os burros selvagens se espalham, e acabam sendo amarrados e arrastados para dentro da armadilha por homens à cavalo.

Fonte: Wild Horses of America

Fonte: Wild Horses of America

Hoje há cerca de 11 mil burros selvagens nos EUA.

Para ajudar nessa causa, clique aqui.

 

Fonte: The Dodo