Agora é Lei: banho e tosa terá câmeras

Agora é Lei: banho e tosa terá câmeras
2/fev/2016
0 comentários

Frente à inúmeros casos de negligência e maus tratos, o deputado estadual Rasca Rodrigues (PV) propôs em 2013 uma lei que obrigasse os pet shops paranaenses a registrarem através de câmeras de segurança os serviços de banho e tosa de cães e gatos. Embora a Lei 17.949 tenha sido aprovada em janeiro de 2014, os estabelecimentos tiveram dois anos para se adaptarem às exigências, e a partir deste ano estará de fato valendo.

“Há três anos, quando propusemos a Lei, poucos estabelecimentos ofereciam a transparência no local, muito menos a gravação. Hoje percebemos que as duas medidas têm um custo benefício bom e são eficientes para diminuir denúncias de maus tratos nestes locais”, explicou o deputado Rasca Rodrigues.

Cão pet shop

Agora os pet shops deverão gravar todos os serviços oferecidos, armazenar as gravações por seis meses e disponibilizá-las aos clientes que desejarem. Segundo levantamento, 70% dos estabelecimentos já aderiram às mudanças exigidas pela lei ou estão em processo de adaptação. Como já havia a preocupação em manter vidros transparentes para visualização dos serviços, hoje essa transparência em pet shops beira os 100%.

A lei visa não apenas proporcionar alívio e confiança aos proprietários dos animais, que naturalmente se sentem vulneráveis ao deixarem seus pets nas mãos de outra pessoa, como também cria uma maior segurança aos estabelecimentos.

“Tive um caso de um cliente sugerir que o seu cão foi maltratado durante o banho. Disse a ele que tinha a gravação do serviço e ele nem quis ver. Por isso acho muito importante as adaptações que a Lei pede”, disse Edna.

Essa nova regra irá estreitar os laços de confiança entre os prestadores de serviço e os clientes, e certamente irá pressionar aqueles que não aderirem, cobrando multa de R$ 10 mil aos estabelecimentos irregulares.

Para leitura da Lei 17.949/2014 na íntegra, clique aqui.

 

Fontes: Portal do Dog

Rasca