Cachorra participa de meia maratona sem querer, e chega em 7º

Cachorra participa de meia maratona sem querer, e chega em 7º
26/jan/2016
0 comentários

Quem poderia imaginar que, ao sair para um mero passeio matinal, um cão poderia retornar com uma medalha de maratonista?

Foi o caso de Ludivine, da raça bloodhound, que após sua dona liberá-la para o passeio, acabou se misturando aos corredores da meia maratona Trackless Train Trek em Elkmont, Alabama (EUA). A cadela, de 2 anos e meio, percorreu os 21 km de trajeto, da linha de partida à chegada, em 32 minutos e 56 segundos.

A raça bloodhound, também conhecida por Cão de São Humberto, é originária da Bélgica, e sua marca é o faro excepcional. Tratando-se de um cão farejador, voltado para caça e rastreio de pessoas desaparecidas, essa raça é dotada de grande resistência, permitindo a busca por longas distâncias.

Desempenho de invejar

Não bastando ter finalizado a meia-maratona em 7º lugar , a cadela ainda fez algumas paradas no decorrer do trajeto. Aos 3 km de corrida, parou para farejar um coelho morto, e um dos participantes da corrida contou à Runner’s World que a cadela chegou a desviar para o campo, entre mulas e vacas. Ainda assim, ela conseguiu alcançar os corredores novamente, terminando a maratona com muita pompa, e com direito a fotos publicadas na página oficial do evento.

 

A proprietária April Hamlin, 43, apenas soube da aventura de sua cadela após alguns amigos enviarem fotos de Ludivine ao final da corrida. “Minha primeira reação foi ficar envergonhada e preocupada que ela pudesse ter entrado no caminho dos outros corredores”, disse April à Runner’s World.

A história não só terminou bem, como tomou outras proporções. A Trackless Train Trek é um evento beneficente, e a fama de Ludivine levou os organizadores a trocarem o nome do evento para “Hound Dog Half”. Além de todo esse sucesso, a cadela ainda ganhou uma medalha digna de uma maratonista.

 

Fontes: News.com

Brasilpost

Facebook/Elkmont Half Marathon