Cães e gatos também têm dentes de leite?

Cães e gatos também têm dentes de leite?
6/ago/2015
0 comentários

Assim como acontece com a gente, os cães e gatos também têm dentes de leite. A diferença é que os animais acabam engolindo os dentes no momento da mastigação, fazendo com que muitas vezes os proprietários nem percebam que houve a troca.

Quando começa a troca?

A troca costuma acontecer por volta do quarto ao sexto mês de idade.  Os dentes de leite são dentes finos e pontiagudos e costumam machucar quando os filhotes mordem em suas brincadeiras. Durante esse período, o animal pode ficar mais seletivo para os alimentos ou mesmo apresentar: febre, dores e uma sensibilidade maior na região da boca. Tudo isso faz parte do processo normal e as alterações são temporárias. O aconselhado é evitar dar alimentos duros e brincadeiras que forcem os dentes.

Já os dentes permanentes são maiores e mais brilhantes. E nessa fase é muito importante que o proprietário identifique a permanência indevida dos dentes de leite, o que chamamos de dentição dupla. A dentição dupla pode ocasionar problemas futuros, pois favorece o acúmulo de alimentos e torna o local propício ao surgimento de cáries, tártaro, gengivite, mau hálito e periodontite.  Sendo que a pior consequência da dentição dupla é o desvio de mordedura que deverá ser corrigida com a extração dos dentes de leite o quanto antes, afim de evitar que o desvio se acentue ou perpetue.

A dentição dupla em cachorros ocorre normalmente com as raças de pequeno porte como Malteses, Yorkshires, Poodles, Lhasa Apsos e Pinschers.

O ideal é que o proprietário esteja atento a essa fase do seu pet e que mesmo antes da troca dos dentes de leite, condicione seu animal a escovação periódica dos dentes, evitando problemas futuros e a perda precoce dos dentes.

Referência: petcare.com.br