Como evitar que meu cachorro pule quando chego em casa?

Como evitar que meu cachorro pule quando chego em casa?
3/dez/2015
0 comentários

ensinar-o-seu-cachorro-a-sentar-51

Você chega em casa e é recebido pelo seu cão aos pulos. Pulos tão exagerados que quase te derrubam e muitas vezes até machucam devido aos arranhões.

O cão (e você também) fica tão empolgado e agitado com sua chegada que não consegue se controlar e então vem essa explosão de pulos de alegrias.

Indiretamente, nós acabamos ensinando isso ao cão.  Quando o cão deu o primeiro pulo e nós o abraçamos, falamos ou brincamos com ele

Como nós mostramos ao cão que pulando em nós ele tinha atenção (era recompensado com nosso carinho), agora faremos o inverso, mostrar que os pulos não trarão mais benefícios.  Se ele pular, não terá nenhuma atenção.  Em muitas situações, o ato de ignorarmos o comportamento indesejável do cão, surte grandes efeitos.

Colocando a lição em prática:

Sempre que chegarmos em casa e o cão vier nos receber aos pulos, nós vamos ignorar essa atitude, esse comportamento, ou seja, nada de falar, tocar ou olhar diretamente para o cão. Caso ele pule em você, vire-se de costa para o cão e dê um passo para frente. O motivo disso é de não ter o contato visual com o cão e ao mesmo tempo tiramos o apoio do cão em nosso corpo (nosso passo para frente). Provavelmente ele dará a volta e tentará de novo, então nós repetimos.  Agora vem o mais importante, assim que percebemos que o cão está mais calmo e não está pulando, façamos um carinho nele (importante não criar agitação agora), se nesse momento ele pular novamente, levante os braços, fale “Não” e vire-se de costas para ele novamente. Recomece o exercício.

O importante é recompensar (com carinho, conversa, petiscos, brinquedos) quando o cão estiver em um estado calmo e ignorar o quando apresentar um comportamento indesejável. Com isso o cão saberá quais comportamentos traz consequências boas e fará isso com mais frequência.

Fonte: Fernando Oliveira – Consultor canino