Aedes aegypti é também transmissor do “verme do coração”

Aedes aegypti é também transmissor do “verme do coração”
16/fev/2016
0 comentários

Temos acompanhado os crescentes casos de dengue, zika vírus e chikungunya, que têm aumentado a preocupação em relação à saúde pública. Essa epidemia que vem se alastrando está diretamente relacionada ao deficiente controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor dos três tipos de vírus. Porém, o que muitos não sabem é que o perigo espreita não apenas os humanos, mas também nossos pets.

Mais conhecida como “verme do coração”, a dirofilariose é uma zoonose causada pelo nematódeo Dirofilaria immitis, e transmitida por várias espécies de mosquitos, incluindo o transmissor da dengue, Aedes aegypti. Através da picada, o verme cai na corrente sanguínea, sendo conduzido ao coração, onde irá se alimentar e se reproduzir, causando  transtornos em consequência da crescente obstrução pela infestação parasitária.

Ciclo dirofilariose

As manifestações clínicas da doença incluem sinais respiratórios e cardíacos, como tosse, cansaço, hipertensão arterial pulmonar, tromboembolismo pulmonar, aumento do volume abdominal (ascite) e edema de membros.

Até então mais comum em regiões litorâneas, os casos de dirofilariose podem vir a aumentar diante da falha no controle do mosquito transmissor. Para maior eficiência no combate à doença, é preciso investir na prevenção. Além dos medicamentos disponíveis no mercado, que seu médico veterinário de confiança poderá indicar, devemos colocar em destaque o combate ao mosquito transmissor.

Portanto, atenção redobrada! Evite o acúmulo de água em sua casa, e higienize a vasilha de água dos seus pets diariamente, utilizando água e sabão, e alerte amigos e vizinhos a respeito da prevenção da doença.

 

Fontes: Portal do Dog

idMedPet