Outubro rosa pet: Saiba mais sobre câncer de mama em cadelas e gatas

Outubro rosa pet: Saiba mais sobre câncer de mama em cadelas e gatas
6/out/2015
0 comentários

outubro rosa

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. O que as pessoas acabam esquecendo é que as cadelas e gatas também podem ter câncer de mama e sua ocorrência é tão alta quanto nas mulheres. Pela alta prevalência, é preciso conscientizar também os proprietários sobre a importância dos exames periódicos e do diagnóstico precoce da doença, pois quando o tratamento é prévio, as chances de cura aumentam significativamente.

Ao acariciar sua gatinha ou cadelinha, verifique sempre as mamas: os primeiros mamilos normalmente são bem pequenininhos e ficam logo abaixo dos membros dianteiros. A cadeia mamária se estende até o final da barriga e normalmente é composta por quatro ou cinco pares de mamas.

As mamas devem ser sempre macias e com a coloração normal da pele. Qualquer alteração ou nódulo é anormal. Pode ser desde um pequeno cisto, um acúmulo de células de gordura ou mesmo uma formação cancerosa pré-maligna. Se você notar isso, procure um veterinário rapidamente.

Casos de câncer de mama em cadelas podem evoluir para tumores muito grandes que demandarão cirurgias radicais para retirada das cadeia mamária, a mastectomia. O processo de metástase pode ocorrer, quando as células  do tumor se espalham para órgãos internos, como o pulmão e o fígado, o que pode levar à morte.

Por isso, o diagnóstico precoce é essencial, pois quanto antes detectado o problema, mais simples será a cirurgia e melhores serão as chances de cura.

 

Como previnir o câncer de mama em cadelas e gatas?

A castração da fêmea antes do seu primeiro cio é, hoje, considerada a forma mais eficiente de manter o animal afastado dos riscos de desenvolver esse tipo de doença, já que é, justamente, a porção hormonal das cachorrinhas a grande responsável  pelo aparecimento de disfunções que podem influenciar no surgimento da doença.

Na dúvida, sempre procure um veterinário e lembre-se de fazer um check up  periodicamente no seu bichinho de estimação. Afinal, o bem estar e a saúde dele dependem exclusivamente de você!

Fonte: cachorrogato
bolsademulher