Transplante de rim em cães – basta uma adoção

Transplante de rim em cães – basta uma adoção
15/jul/2015
0 comentários

Você sabia que nos Estados Unidos, se o seu cachorro precisar de um transplante de rim, você pode pegar de um cão de rua? Basta adotá-lo!

Transplante caes

 

Nos EUA, quando seu melhor amigo precisar de um transplante de rim, ele pode ter como doador um cão de rua. A condição básica para a realização do transplante é que o proprietário do animal receptor adote o animal doador, ficando com os dois animais após o transplante. Dessa maneira, duas vidas serão salvas, a do cachorro doador que terá a chance de ter uma vida em um novo lar, e a do cachorro enfermo que não morrerá com a doença renal,.

Além disso, é preciso ver todas as complicações que o procedimento implicaria, como a queda na qualidade de vida do doador.

No caso de outros órgãos, como o fígado e o coração, no qual o órgão inteiro é substituído, o dilema ético é ainda maior. Dr. Gregory disse: “Eu não acredito que transplante de coração será uma alternativa plausível (em medicina veterinária) por causa do problema do doador. Dr. Walshaw concorda e continua “É inaceitável matar um animal saudável só para usar o seu coração, e não é possível coletar órgãos de cachorros que estão com morte cerebral, como é feito em humanos.”

A maioria das clínicas e hospitais veterinários nem possuem o tipo de equipamento necessário para reconhecer um animal que sofreu de morte cerebral. Os veterinários geralmente reconhecem a morte de um animal quando o coração para de bater ou quando a respiração para irrevogavelmente.

No Brasil, o transplante de rim em cães (ou na medicina veterinária) ainda é pouquíssimo explorado, e não está disponível ainda fora de experimentos.

Fonte: Portal do Dog